Conheça o sistema de gestão mais completo para seu negócio

Aprenda o que é CST e como utilizar

Diogo Oliveira - 29/11/2018 - 0 Comentário(s)

Você sabe o que é CST? É um código utilizado por empresas do Regime Normal na emissão de NFe.

Os contribuintes precisam ter esse dado em mãos no momento da emissão de suas notas.

Uma vez que realizada a inserção errada do CST na NFe, a empresa pode ter uma série de problemas com o Fisco.

Acompanhe neste artigo tudo sobre o CST, sua importância e como utilizar na emissão de NFe.

O que é CST?

O Código de Situação Tributária – CST, é utilizado para indicar a tributação das mercadorias no regime do ICMS.

É um código composto por três dígitos e identifica não somente a tributação, como também a origem da mercadoria.

O CST é utilizado por empresas optantes do Regime Normal de tributação, seja ela do Lucro Presumido ou Real.

A estruturação do código é realizado de acordo com o Convênio S/Nº, de 15/12/70 da CONFAZ.

Nas Tabelas A e B, dos Anexos do Convênio, é definido que o CST é composto da seguinte maneira:

  • O Primeiro dígito indica a Origem da Mercadoria;
  • O segundo e o terceiro dígito indicam a tributação da mercadoria.

Materiais Gratuitos Soften Sistemas

Conheça as tabelas do CST

De acordo com o Convênio, as tabelas que estruturam o CST são as seguintes:

Tabela A – Origem da Mercadoria

0 – Nacional, exceto as indicadas nos códigos 3, 4, 5 e 8;
1 – Estrangeira – Importação direta, exceto a indicada no código 6;
2 – Estrangeira – Adquirida no mercado interno, exceto a indicada no código 7;
3 – Nacional, mercadoria ou bem com Conteúdo de Importação superior a 40% (quarenta por cento) e inferior ou igual a 70% (setenta por cento);
4 – Nacional, cuja produção tenha sido feita em conformidade com os processos produtivos básicos de que tratam o Decreto-Lei nº 288/67, e as Leis nº 8.248/91, 8.387/91, 10.176/01 e 11.484/07;
5 – Nacional, mercadoria ou bem com Conteúdo de Importação inferior ou igual a 40% (quarenta por cento);
6 – Estrangeira – Importação direta, sem similar nacional, constante em lista de Resolução CAMEX e gás natural;
7 – Estrangeira – Adquirida no mercado interno, sem similar nacional, constante em lista de Resolução CAMEX e gás natural.
8 – Nacional, mercadoria ou bem com Conteúdo de Importação superior a 70% (setenta por cento).

Tabela B – Tributação pelo ICMS

00 – Tributada integralmente
10 – Tributada e com cobrança do ICMS por substituição tributária
20 – Com redução de base de cálculo
30 – Isenta ou não tributada e com cobrança do ICMS por substituição tributária
40 – Isenta
41 – Não tributada
50 – Suspensão
51 – Diferimento
60 – ICMS cobrado anteriormente por substituição tributária
70 – Com redução de base de cálculo e cobrança do ICMS por substituição tributária
90 – Outras

Diferença entre CST e CSOSN

Muitos contribuintes acabam por confundir o CST com outro código, o CSOSN, contudo, há diferenças entre os dois.

Ambos os códigos possuem o mesmo objetivo final, identificar a tributação da mercadoria .

O que os diferencia é a utilização de acordo com o regime tributário da empresa que irá utilizar.

Ou seja, cada um é direcionado a um tipo de empresa de acordo com a forma que se realiza a tributação da mesma.

O CST, como dito anteriormente, indica se é ou não uma mercadoria nacional e a tributação da mesma para as empresas do Regime Normal.

Já o CSOSN é utilizado para o mesmo fim, com a diferença de que se destina às empresas do Regime Simples Nacional.

O CSOSN indica, entre outras coisas, se a mercadoria é tributada pelo simples, se há permissão de crédito e etc.

Ambos os códigos devem ser inseridos no momento da emissão da Nota Fiscal Eletrônica – NFe.

Lembrando que, para saber os detalhes sobre o código, a ser utilizado na NFe, é preciso buscar um auxílio contábil.

Além disto, um profissional auxiliará na gestão tributária e fiscal do seu negócio, que também pode ser simplificada por um sistema de gestão.

Como cadastrar e utilizar o CST no GerencieAqui

Para você empresário que não sabe como utilizar e em qual sistema investir para a gestão fiscal de sua empresa, conheça o GerencieAqui.

O sistema em nuvem da Soften possui uma forma simples e rápida de como cadastrar e utilizar o CST na emissão de NFe.

Primeiro, clique em “Cadastros” e “Tabela de Imposto”.

Tabela de Imposto - Cadastro

Na próxima tela, selecione “Nova Tabela”.

Nova Tabela de Imposto

Surgirá a seguinte tela, onde você selecionará o código CST e as especificações tributárias e salve com o nome desejado.

Nova Tabela de Imposto CST

Depois disso selecione “Cadastros”, “Produtos”.

Cadastros Produtos

Selecione o produto desejado e vá em Tabela de Imposto e no campo de Tabelas de Impostos selecione a tabela referente ao produto.

Nova Tabela no Produto

Simplifique a gestão fiscal de sua empresa

Empresas que investem em ferramentas de gestão, ganham em produtividade, eficiência e crescimento.

Para isto as melhores ferramentas são sistemas de gestão fiscal e administrativa no modelo ERP.

Assim como os softwares comercializados pela Soften Sistemas, empresa especializada no setor.

A Soften oferece tanto softwares no modelo desktop – Soften SIEM, quanto no modelo online – GerencieAqui.

Sendo que este último além de garantir a emissão e gerenciamento fiscal simplificado, também pode ser acessado de qualquer lugar.

Conheça Soften Sistemas

O cliente também conta com treinamento e suporte técnico especializado para seu auxílio.

Fale ainda hoje com um dos vendedores da Soften, adquira um dos aplicativos e simplifique a gestão do seu negócio.

Compartilhe também este conteúdo com seus amigos e continue acompanhando o Blog da Soften.

Não se esqueça também de acompanhar as Redes Sociais da empresa: FacebookInstagramTwitterLinkedin e Youtube

Ficou alguma dúvida? Deixe seu comentário abaixo que a Soften lhe responderá.

Diogo Oliveira
Diogo Oliveira

É jornalista e especialista em textos informativos. Atualmente escreve os textos da Soften para a mídia, redige e-books e auxilia no blog. Nas horas vagas, gosta de ouvir música, ler sobre atualidades e política e assistir séries.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sistema de Gestão Empresarial com Emissor NFe

           Experimentar grátis
Receba Grátis Materiais e Ebooks. Saiba como!