lupa
Mouse

Tabela Interestadual 2022: Saiba para que serve a tabela de alíquotas de ICMS

Bianca Fernandes - 20/07/2022 - 0 Comentário(s)

Toda a empresa deve conhecer suas obrigações fiscais relacionadas à atividade que exerce para evitar problemas com o Fisco. Se você trabalha com venda e circulação de mercadorias e produtos você precisa estar por dentro da Tabela ICMS.

O pagamento de determinados impostos e tributos não devem ser negligenciados, do contrário você terá que acertar contas com o Fisco, e isso pode significar pagar multas. Certamente você não quer arcar com prejuízos, ainda mais se recém tiver aberto o seu negócio.

Portanto, mantenha-se bem informado. Caso você não saiba nada sobre a Tabela ICMS ou já conheça e quer apenas atualizar seus conhecimentos, saiba mais neste artigo.

O que é ICMS?

Antes de mais nada, você precisa saber que estamos falando do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Produtos, é isso que significa a sigla ICMS. Como o próprio nome já diz, trata-se de tributos cobrados pela venda e circulação de mercadorias no Brasil.

Esse imposto recai quando ocorre a circulação de um produto ou serviço tributável entre cidades e estados. O imposto também incide sobre transações de pessoas jurídicas para pessoas físicas. Além disso, é utilizado tanto em produtos comercializados em nosso país quanto em bens vindos do exterior. 

O ICMS arrecadado tem o objetivo de subsidiar serviços como: educação, saúde e segurança, ou seja, mantém a máquina pública funcionando. Essa tributação é fundamental para a receita dos estados e municípios, sendo que suas regras atende a regulamentação de cada estado.

Portanto, as empresas que comercializam produtos e serviços de forma interestadual devem ter atenção porque as alíquotas de ICMS mudam de um estado para outro. Então, como saber o valor da alíquota e taxas de operação interestadual? Simples, consulte a tabela ICMS.

Para que serve a tabela ICMS?

Para saber as alíquotas, a empresa precisa consultar a tabela ICMS. Essa ferramenta é muito útil, pois mostra o percentual de alíquota de cada estado brasileiro, além das taxas de operações interestaduais, de acordo com o serviço ou produto comercializado. É importante destacar que quando se trata de produtos importados, a taxa de alíquota do ICMS é de 4%.

Também é preciso observar que a porcentagem arrecadada pode variar conforme o tipo de produto ou serviço a ser comercializado. Se a sua empresa não optou pelo Simples Nacional, deve usar a tabela ICMS, já que precisa calcular o ICMS de maneira separada nas vendas, com exceção para alguns casos.

Situações em que a tabela deve ser usada

– Em vendas estaduais e interestaduais em que é emita nota fiscal;

– Empresas que se enquadram no regime normal de tributação;

– Para emitir a guia de diferencial de alíquotas em compras de produtos de outros Estados;

– Quando a legislação estadual prevê o recolhimento.

E aí? Gostou do artigo? Então compartilhe com sua rede de contatos.

Te restou alguma dúvida? Então comente aqui e teremos prazer em te ajudar.

Continue nos acompanhando aqui no Blog e nas nossas redes sociais: FacebookInstagramYoutube e Linkedin.

Até a próxima!

Bianca Fernandes

Bianca tem 20 anos. Aqui na Soften, atuou no setor comercial e foi convidada para reforçar o nosso time de Marketing. É uma das responsáveis pela produção de conteúdo e uma das mais novas autoras do nosso Blog. Nas horas vagas curte ler, ouvir música, ver filmes e viajar. Além de adorar conversar e debater sobre assuntos diversos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Economize tempo e dinheiro.
Promova já o crescimento
da sua empresa.

Receba Grátis Materiais e Ebooks. Saiba como!