Saiba o que é duplicata e quais cuidados sua empresa deve ter

Diogo Oliveira - 14/08/2018 - 2 Comentário(s)

Você empresário entende o que é duplicata e como tal documento pode auxiliar no Capital de giro do seu negócio?

É isso mesmo, a duplicata que é um nome nem tão desconhecido funciona como um título de crédito para os negócios.

A partir deste documento a empresa pode conseguir um empréstimo para suprir necessidades financeiras, como o Capital de Giro.

A Soften preparou este artigo para falar tudo sobre a duplicata e todos os cuidados que devem ser tomados.

O que é duplicata e para que serve?

A duplicata é um título de crédito instituído pela Lei Nº 5474/1968, que define regras e especificações do documento.

Por meio dela a empresa consegue crédito em uma operação de venda de mercadoria ou prestação de serviços para outra empresa.

É um documento facultativo, e funciona como uma forma de obtenção de crédito e não para cobrança.

Quando realizada a emissão de uma duplicata, o empresário pode junto a uma instituição financeira, um empréstimo referente ao valor.

Ou seja, funciona como um adiantamento do valor a ser recebido dos seus compradores por meio de bancos que possuem linhas de crédito específicas para tal procedimento.

Lembrando que a duplicata só pode ser emitida para Pessoas Jurídicas.

Além disto, não é a mesma coisa que boleto bancário e nota promissória.

Isto por que, o primeiro refere-se à um documento emitido para que a pessoa realize o pagamento no banco, para depois ser enviado a mercadoria.

E o segundo é um documento onde a pessoa assina e se responsabiliza a realizar o pagamento do valor e nos prazos especificados.

Envolvidos no Processo

Basicamente são duas Pessoa Jurídicas envolvidas na emissão de uma duplicata: o Sacador e o Sacado.

O primeiro é quem emite a duplicata, ou seja, quem realizou a venda da mercadoria ou prestação de serviço

Já o Sacado é quem tem a obrigação de pagar a duplicata, a empresa que contraiu o serviço ou a mercadoria.

Tipos de duplicata

Basicamente são dois os tipos de duplicatas existentes e possíveis:

  • Duplicata Mercantil, que é emitida quando há a venda de mercadorias;
  • Duplicata de Prestação de Serviços, que como o nome diz é emitida no ramo de serviços;

E para a emissão há tanto o modelo padrão que é impresso e a duplicata virtual que é emitida em ambiente digital.

Objetivo e Papel da Duplicata

A duplicata confirma um processo que se iniciou a partir de um contrato de compra e venda mercantil ou quando há serviços prestados.

Por meio dela há uma promessa de pagamento à prazo, realizada pelo sacado, ou seja, pelo cliente.

A partir disto o sacador realiza a emissão da duplicata e o crédito no banco.

O Banco por sua vez é quem receberá o valor no prazo, caso não haja o pagamento, o sacador é quem deverá realizá-lo.

Em alguns casos, o banco assume a responsabilidade de recebimento da duplicata e a debita na conta do sacador.

Lembrando que a duplicata pode ser protestada em cartório caso não haja o pagamento por parte do sacado.

o que é duplicata

Procedimentos a serem realizados com a duplicata

Com as mercadorias vendidas e o serviço prestado, o sacado deve realizar o aceite da operação.

Que nada mais é do que uma assinatura ou aviso pelo qual ele confirma a compra ou operação.

Desta forma, é estipulado um prazo no qual ele deverá realizar o pagamento da duplicata.

Neste meio tempo o sacador, caso necessite de Capital de Giro para a manutenção, pode realizar um empréstimo no banco com a duplicata.

Caso não seja realizado o pagamento dentro do prazo estipulado, o sacador deverá realizar o pagamento ao banco.

Feito o pagamento ao banco, é o momento de ir atrás do inadimplente, se necessário por meio de dispositivos legais.

Quando houver o pagamento, o documento deve ser assinado pelo comprador, comprovando que recebeu a mercadoria ou o serviço e realizou o pagamento.

Dicas essenciais

Algumas dicas são essenciais, quando for utilizar-se das duplicatas como meio de crédito.

Não desconte qualquer duplicata, faça isso somente com os clientes mais fiéis e que lhe ofereçam maior segurança.

Lembrando que há juros em tais processos e que o banco precisará ser pago, por esse motivo tenha a gestão financeira organizada.

Utilize-se da duplicata somente se houver muita necessidade.

Adquira um sistema de gestão financeira

Para garantir uma boa saúde financeira do seu negócio, invista em um sistema de gestão financeira como os da Soften Sistemas.

Que favorece acompanhamento total das contas a receber do seu negócio, evitando inadimplências.

Assim como lhe oferece relatórios específicos para um melhor planejamento.

Sem contar que com a Soften, há a segurança do suporte técnico especializado para qualquer problema.

Conheça Soften Sistemas

Entre em contato ainda hoje e adquira um software qualificado.

Continue a acompanhar as atualizações diárias do Blog da Soften e as Redes Sociais da Soften: FacebookInstagramTwitterLinkedin Youtube.

Se ficou alguma dúvida ou tiver alguma sugestão, utilize a caixa de comentários abaixo.

Diogo Oliveira
Diogo Oliveira

É jornalista e especialista em textos informativos. Atualmente escreve os textos da Soften para a mídia, redige e-books e auxilia no blog. Nas horas vagas, gosta de ouvir música, ler sobre atualidades e política e assistir séries.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 Comentário(s)

Sistema de Gestão Empresarial com Emissor NFe

           Experimentar grátis
Receba Grátis Materiais e Ebooks. Saiba como!