Reajuste de taxa dos Correios preocupa E-commerce Brasileiro

Reajuste taxa Correios

A informação de um possível reajuste na taxa das postagens dos Correios tomou a mídia nos últimos dias e causou alvoroço entre as empresas de e-commerce no Brasil.

Tal notícia se espalhou na Internet e informava os consumidores que o reajuste poderia chegar a 51% e entraria em vigor a partir do dia 6 de março.

Os Correios é hoje a principal empresa de entrega de encomendas e a única autorizada para o envio de cartas.

Tal decisão de reajuste atinge diretamente o e-commerce brasileiro que tem como principal via de entrega de suas vendas a empresa estatal.

Saiba mais sobre o reajuste da taxa dos Correios

Contrariando as informações divulgadas por terceiros, os Correios informaram que o reajuste não chegará a 51% conforme informes da internet.

Segundo o comunicado oficial da estatal o aumento terá uma média de apenas 8% para os objetos que forem postados nas capitais, postagens locais e estaduais onde se concentram as principais atividades da empresa.

Como justificativa, foi explicado que o aumento é parte do plano anual de reajustes mediante ao aumento dos custos relacionados à prestação de serviço de entregas, como transporte, manutenção de pessoal, imóveis e tantos outros gastos advindos do serviço.

Além do reajuste confirmado pelos Correios, foi informado que devido a recente crise de segurança pública no país foi decidido que entregas destinadas ao Rio de Janeiro será cobrada uma taxa emergencial de R$ 3 que poderá ser suspensa a qualquer momento.

A estatal reforça que a cobrança segue o padrão que já é utilizado por outras transportadoras brasileiras desde o início do ano passado.

A taxa adicional se faz necessária pois segundo os Correios:

“No Rio de Janeiro a situação de violência chegou a níveis extremos e o custo para entrega de mercadorias nessa localidade sofreu altíssimo impacto, dadas as medidas necessárias para manutenção da integridade dos empregados, das encomendas e até das unidades dos Correios”

Fique atento às mudanças e não tenha problemas

Não é obrigatório para nenhum e-commerce que as entregas de suas vendas sejam realizadas pelos Correios. Contudo, a empresa reforça que no oferecimento de serviços para as pequenas e micro empresas adota uma política de redução de taxas e facilidades.

Lembrando que desde o inicio do ano de 2018 os Correios têm exigido no ato da postagem das mercadorias, NF-e da venda ou declaração de conteúdo que a empresa disponibiliza.

Para saber mais sobre a decisão, leia a notícia sobre a obrigatoriedade de NF-e nas postagens das encomendas.

A empresa não divulgou nenhum tipo de tabela de preços e reajustes dos valores dos serviços de postagem, mas é importante que estejam atentos que a mudança passa a valer a partir do dia 06 de Março.

Se você gostou deste artigo continue no nosso blog e leia outros artigos sobre gerenciamento fiscal e administrativo.

Se você é empresário e têm buscado uma solução para gestão fiscal e administrativa conheça mais sobre a Soften Sistemas informe-se sobre os nossos sistemas que atendem desde o micro empresário até as grandes empresas.

Conheça Soften Sistemas

Entre em contato conosco ainda hoje e conheça nossos sistemas. Acesse: https://www.softensistemas.com.br/

Diogo Oliveira
Diogo Oliveira

É formado em jornalismo e especialista em textos informativos. Atualmente escreve os textos da Soften para a mídia, redige e-books e auxilia no blog. Nas horas vagas, gosta de ouvir música, ler sobre atualidades e política e assistir séries.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts de interesse