Quais os primeiros passos para fazer uma pequena empresa crescer?

Guilherme Volpi - 17/04/2017 - 0 Comentário(s)

Como pequeno empreendedor, você já deve ter percebido que o crescimento empresarial é a consequência de uma série de fatores. Afinal, não basta almejar o sucesso, é preciso se empenhar e adotar as estratégias adequadas para se chegar até lá.

E, em um mercado altamente competitivo — com concorrentes cada dia mais qualificados —, manter uma empresa em funcionamento e superar os desafios do cotidiano corporativo é uma tarefa para pessoas com espírito empreendedor.

Portanto, se você deseja fazer sua pequena empresa crescer, mas não sabe por onde começar, acompanhe o post de hoje e confira quais são as primeiras providências você deve tomar!

1. Encontre o equilíbrio financeiro da empresa

Organizar as finanças é o primeiro passo para que uma empresa consiga crescer de maneira segura, e com chances reais de sucesso.

Enquanto seu negócio encontrar dificuldades em fechar as contas no fim do mês, o processo de crescimento será negativamente afetado.

Dessa maneira, se esforce para organizar o seu setor financeiro e mantenha um equilíbrio entre as contas a pagar e a receber. Ou seja, acompanhe de perto o fluxo de caixa e fique atento às oscilações nas finanças.

Entenda que só será possível iniciar o processo de crescimento empresarial após conseguir organizar suas finanças. Até porque dívidas em excesso e falta de organização sempre atrasarão os seus objetivos.

Figura Planilha Gratuita Fluxo de Caixa

2. Valorize os seus funcionários

Gerenciar uma empresa é, de fato, um grande desafio. Dentre as diversas responsabilidades de um empresário, a gestão de recursos humanos pode ser considerada uma das mais importantes e preponderantes para o sucesso do negócio.

Não restam dúvidas de que os funcionários são a alma da empresa — os grandes responsáveis por fazer o sonho do empreendedor se tornar realidade. Sendo assim, reconhecer e valorizar suas capacidades é essencial em um ambiente corporativo.

Nesse sentido, um gestor deve ser muito mais que um chefe, ele deve aprender a trabalhar lado a lado de sua equipe.

Deve respeitar as diferenças e pensamentos, ouvir críticas e sugestões e estudar maneiras de recompensar sua equipe pelos bons resultados alcançados.

Além disso, é claro, é preciso saber cobrar resultados sem afetar a motivação e produtividade do grupo. Ou seja, ser um patrão que respeita e acredita no potencial de sua equipe de trabalho.

3. Invista no setor de RH para conquistar o crescimento empresarial

Sua empresa possui um setor de RH ou você exerce sozinho essa função? Se você é daqueles empreendedores que concentram todas as responsabilidades, procure investir no setor de RH e deixar o recrutamento e seleção de talentos a cargo de profissionais especializados.

O setor de Recursos Humanos, além de selecionar os melhores profissionais para sua empresa, assegurará que eles desempenhem seu trabalho da melhor maneira possível, mantendo-se atento a todos os fatores que interferem na produtividade do grupo.

Portanto, invista nesse setor e procure mantê-lo sempre equipado. Fazendo isso, sem dúvida, você conseguirá extrair o melhor de cada um de seus funcionários.

4. Fique atento à sua rentabilidade

A razão de existir de uma empresa é a busca pelo lucro, não é verdade? Um negócio com baixa lucratividade certamente encontrará dificuldades de se manter no mercado e, consequentemente, fechará as portas.

Desse modo, tenha a rentabilidade como uma meta a ser perseguida com afinco e responsabilidade. Pense em estratégias, avalie como tem sido os processos e procure reduzir os desperdícios em sua empresa — de materiais, tempo e pessoal.

Enfim, seja um bom gestor, e tenha à sua disposição um bom software de gestão para auxiliá-lo a gerir melhor todos os setores da empresa.

Verifique sobre lucratividade e rentabilidade com este artigo.

5. Mantenha suas contas separadas das despesas empresariais

Se você almeja o crescimento empresarial, é preciso se esforçar para separar suas contas pessoais das despesas empresariais.

A confusão financeira é uma armadilha na qual muitos empreendedores acabam caindo, e que dificulta sobremaneira a gestão do negócio.

Usar valores em caixa para quitar dívidas pessoais, ou mesmo fazer uso das reservas pessoais para cobrir rombos na empresa é um hábito que acaba levando a uma situação irreversível a longo prazo, afetando como um todo a gestão financeira de sua empresa.

Portanto, procure estabelecer uma separação nítida entre suas finanças e as da empresa. Estipule um valor fixo mensal para retirada — uma espécie de salário — e não faça empréstimos em seu nome para aplicar no negócio.

Materiais-gratuitos

6. Não tenha medo da concorrência

O que diferencia um empresário comum de um empreendedor de sucesso é a sua coragem para investir e encarar os desafios do mercado. Afinal, quem almeja o crescimento não pode temer a concorrência — deve estudá-la e buscar se destacar em meio a tantas empresas.

Lembre-se de que o consumidor contemporâneo procura por empresas que atendam às suas necessidades de maneira eficiente e diferenciada, e não apenas uma imitação do que já existe no mercado. Dessa maneira, conheça bem seus concorrentes e busque um diferencial para o seu negócio.

7. Monitore a satisfação dos seus clientes

Toda empresa, independentemente do seu porte, deve se preocupar com a satisfação de seus clientes. Afinal, se a sua clientela não se sente satisfeita com seu produto ou serviço, você enfrentará dificuldades para crescer.

Já pensou o quão negativo pode ser, para a imagem do negócio, ter um cliente insatisfeito? Além de não retornar, ele ainda pode relatar a outros clientes a experiência negativa que vivenciou. Ou seja, não se descuide e acompanhe de perto se os seus consumidores estão saindo satisfeitos de seu estabelecimento.

Faça uma pesquisa de satisfação e tenha o hábito de conversar com sua clientela. Ouça atentamente as suas críticas e sugestões, e não ignore nenhuma reclamação, se esforçando para dar um retorno em cada caso.

Por fim, use todas essas informações para treinar a sua equipe e promover as mudanças necessárias para a superação dos problemas.

Bom, como vimos, apesar de ser um grande desafio para os pequenos empreendedores, o crescimento empresarial pode ser alcançado com dedicação e o uso das estratégias adequadas. E, seguindo as nossas dicas, sua pequena empresa estará um passo à frente rumo ao sucesso.

Conheça Soften Sistemas

Portanto, comece a aplicar os conhecimentos adquiridos e siga em frente! Mas, antes disso, que tal curtir nossa página no Facebook e acompanhar de perto todas as novidades?

Guilherme Volpi
Guilherme Volpi

Guilherme Volpi é CEO da empresa Soften Sistemas. Formado em Administração de Empresas, programava softwares nas horas vagas. Hoje coordena todo grupo Soften e quando sobra um tempinho escreve para o blog.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sistema de Gestão Empresarial com Emissor NFe

           Experimentar grátis
Receba Grátis Materiais e Ebooks. Saiba como!