O que prejudica a análise do fluxo de caixa?

Denise Taino - 26/01/2018 - 0 Comentário(s)

A elaboração do fluxo de caixa é essencial para uma boa gestão financeira, porém, alguns fatores podem prejudicar a sua análise e o processo de tomada de decisão como um todo.

Para que isso não ocorra mais na sua empresa, neste post, você vai entender o que prejudica a análise do fluxo de caixa, o impacto que isso tem para o negócio e como evitar tais situações. Siga conosco!

Gestão financeira e o fluxo de caixa

A gestão financeira é um processo complexo de uma organização e que envolve diversos fatores e ferramentas e, entre elas, destaca-se o fluxo de caixa. Nesse contexto, quando bem-feita, a análise do fluxo de caixa pode auxiliar a empresa a crescer de forma favorável e com manutenção dos negócios.

Porém, para que isso seja possível, é preciso investir em alguns elementos, como, por exemplo, a utilização de soluções tecnológicas, que, ao contrário das planilhas e outros controles manuais, mostram uma visão diferenciada e integrada do negócio.

O uso dessas soluções moderniza não só o controle de fluxo de caixa, mas os processos empresariais como um todo.

Assim, os processos são otimizados, a organização passa uma imagem de modernidade e ocorre o aumento da eficiência empresarial, já que podem ser emitidos relatórios e outros tipos de informações detalhadas que vão dar suporte ao gestor em suas decisões.

Outra grande sacada da tecnologia para pequenas empresas é a redução de erros e retrabalhos, que também podem influenciar negativamente o processo decisório, comprometendo a informação e gerando custos desnecessários para a empresa.

Figura Planilha Gratuita Fluxo de Caixa

Mas, afinal, quais são os fatores que podem prejudicar esse processo de análise do fluxo de caixa? Vamos a eles e como evitá-los!

1. Operação com baixo lucro

Algumas organizações que ainda utilizam técnicas ultrapassadas tanto em sua administração empresarial quanto em sua gestão gerencial podem ter sua análise do fluxo de caixa prejudicada por operações com baixo lucro.

Em alguns casos, com a falta de organização e integração entre os departamentos, alguns gestores sequer identificam quais são os problemas, departamentos ou linhas de produtos e serviços que podem estar com baixo lucro.

Logo, investir em soluções diferenciadas e em uma gestão empresarial profissionalizada é importante para compreender as fragilidades da empresa. Com isso, podem ser eliminados processos ou ainda cortados produtos e serviços que não agregam valor ao resultado final.

Outra grande vantagem dessa análise é a compreensão de eventuais estratégicas que podem ser traçadas para a melhoria dos resultados e do fluxo de caixa da empresa, como mix de vendas, promoções e outras formas de aumento dos lucros.

2. Despesas elevadas

A análise do fluxo de caixa e o processo decisório também podem ser comprometidos por despesas muito elevadas e isso pode ser facilmente evitado com algumas atitudes simples dentro da gestão financeira. Uma forma eficiente para mitigar tais problemas está pautada na categorização desse tipo de gasto.

Utilizando a tecnologia, é possível, por exemplo, criar categorias para os gastos empresariais, emitir relatórios e analisar a evolução deles.

Com isso, o gestor poderá compreender como está a evolução desses valores, o detalhamento desses gastos, bem como comparar seus valores com o resultado total da empresa.

Entender o comportamento dos gastos e o motivo de seus aumentos é primordial para que o gestor possa tomar decisões acertadas.

Na sequência, podem ser tomadas importantes decisões como aquelas relacionadas à substituição de determinados gastos ou ainda a diminuição de alguns deles, assim como a realização de cortes dentro da estrutura empresarial.

Esses dados também podem ser utilizados para o planejamento financeiro dentro das atividades empresariais rotineiras ou para a projeção de resultados como integrante do planejamento para o futuro da organização.

3. Diminuição na receita com vendas

A diminuição na receita com vendas é outro ponto que pode prejudicar a análise do fluxo de caixa. Isso ocorre porque a redução nas vendas tem impacto direto na parte financeira da organização, prejudicando o equilíbrio do seu capital de giro.

Nesse ponto, acompanhar o fluxo de caixa, gerar relatórios detalhados e entender quem são os principais clientes, valor do ticket médio, eventuais épocas de sazonalidade da empresa, entre outros dados são iniciativas que podem fazer toda a diferença.

Em posse dessas informações, o gestor pode compreender porque as receitas diminuíram, quais são os fatores que trouxeram o impacto negativo nos resultados e discutir como melhorá-los, buscando a reversão de tal situação.

Vários fatores podem estar impactando essa diminuição das receitas, como problemas com os produtos ou serviços, crises financeiras, má gestão da empresa e até mesmo questões relacionadas com a correta definição do preço de venda. Mas como isso funciona?

EBook Fluxo de Caixa Banner

4. Erros na formação do preço de venda

Erros na precificação de produtos e serviços podem afetar a análise do fluxo de caixa e a empresa como um todo sob diferentes pontos de vista.

Caso o valor esteja muito acima do mercado, por exemplo, pode haver uma diminuição brusca nas vendas. Isso poderá levar a um desequilíbrio nos resultados, já que a empresa tem toda uma estrutura de custos e despesas que precisa manter.

Outro erro ocorre quando esse preço é subavaliado e não cobre todos os gastos da organização. Assim, acaba-se pagando para produzir ou comercializar os serviços da entidade, o que pode levar a um impacto negativo nos lucros e também na parte financeira da organização.

Tendo isso em vista, é preciso buscar alternativas para a definição correta do preço de venda. Essas informações devem ser baseadas em dados confiáveis e precisos, tendências de mercados e outros dados que possam auxiliar na definição do preço mais adequado de venda final de produtos e serviços.

5. Falta de controle de estoques

A falta de controle de estoques é outro ponto de fragilidade na análise do fluxo de caixa. Quando esse processo não é feito de forma adequada sobram mercadorias paradas, o que gera prejuízos para a organização e, muitas vezes, falta de recursos em caixa.

Para reverter esse problema, a organização deve utilizar softwares integrados de gestão, o monitoramento de suas vendas e a correta gestão de suas compras, o que pode minimizar os impactos trazidos por estoques parados.

Fazer promoções, entender quais são os produtos que têm maior saída ou ainda aqueles em que há certa dificuldade na comercialização se faz necessário para evitar esse impacto negativo na empresa e pode fazer toda a diferença para a gestão financeira de seu negócio.

Neste post, você viu que a análise do fluxo de caixa pode ser prejudicada por diversos fatores, entre eles, a falta de uma gestão financeira eficiente sem o uso de soluções informatizadas.

Além disso, uma operação com baixo lucro, despesas muito altas ou diminuições bruscas na receita também prejudica as finanças empresariais.

Errar na hora da precificação e não controlar adequadamente os estoques também impactam negativamente a gestão e análise do fluxo de caixa, mas isso pode ser evitado com a otimização dos processos, uso de relatórios e aumento da eficiência na gestão financeira.

Conheça Soften Sistemas

Gostou deste conteúdo? Que tal assinar nossa newsletter e ficar por dentro de mais posts como este para ajudar a sua empresa?

Denise Taino
Denise Taino

Formada em matemática pela UNESP de São José do Rio Preto-SP. É gerente financeira na Soften Sistemas, ama futebol, comida e pratica esportes nas horas vagas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sistema de Gestão Empresarial com Emissor NFe

           Experimentar grátis
Receba Grátis Materiais e Ebooks. Saiba como!