Conheça o sistema de gestão mais completo para seu negócio

Saiba o que é SKU e sua importância para o estoque

Flávia Scalon - 25/05/2019 - 0 Comentário(s)

Saber o que é SKU é necessário e fundamental em um negócio com armazenagem de produtos.

Qualquer gestor dessa área deve entender sobre o assunto, principalmente para que a gestão do estoque da empresa esteja sempre organizada.

Por conta disso, o SKU é um processo que ajuda na melhoria e no controle de fluxos e custos.

Entenda mais sobre o assunto ao decorrer deste post e fique por dentro de tudo.

Entenda o que é SKU e como funciona

SKU é a sigla para Stock Keeping Unit, com tradução para Unidade de Manutenção de Estoque.

Ele está relacionado com o estoque e é um código identificador único, que serve para identificação de um produto armazenado no estoque.

O número facilita o gerenciamento e o fluxo dos produtos que passam pelo estoque.

Pois, por meio dele é possível identificar os mesmos por meio de características, como por exemplo, tamanho e cor.

O SKU faz com que toda a logística seja mais ágil, ajudando na assertividade dos processos e evitando possíveis erros no estoque.

Portanto, o funcionamento de um SKU é por meio de um número de série diferente para cada produto cadastrado.

Principalmente se a empresa trabalha com diversos tipos de produtos e grandes volumes.

Isto porque ele facilita a identificação dos itens, de acordo com cada código, agilizando assim a atividade.

Como os SKUs são criados?

O SKU é gerado por meio de uma lógica, isto é, o mesmo deve ser criado de forma inteligente, por uma equipe responsável e que entenda sobre.

O objetivo deste identificador é agilidade e simplificação de processos de logística, por isso, não deve ser criado aleatoriamente.

É importante que o código seja criado de forma lógica, podendo ser por meio da marca, cor, forma ou tamanho.

Ou seja, por meio de características que diferenciem materiais e produtos, onde a mesma técnica pode ser aplicada em outros itens.

Por exemplo:

O produto é da Marca Z, com Tamanho P e de Cor Vermelha, tendo o seguinte código: MZ-TP-CVE.

Por isso, evite códigos muito extensos ou que tenham letras semelhantes à números, como O e I.

Além disso, explique todo o processo aos funcionários, para um fácil manuseio e identificação dos itens.

Materiais Gratuitos Soften Sistemas

SKU e suas vantagens

A utilização do SKU nas empresas oferece diversas vantagens à mesma, veja as principais a seguir:

  • Facilidade e simplificação de comunicação entre os setores de vendas e de estoque;
  • Agilidade em manutenção, distribuição, compra, venda e troca, ou seja, estoque como um todo;
  • É possível utilizá-lo no código de barras;
  • Possibilidade de integração com e-commerce e lojas virtuais;
  • Economiza tempo do colaborador, pois, a consulta a grandes bancos de dados é menor;
  • Aceito por sistemas de PDV, com ferramentas de estoque e vendas;
  • Aplicação de diversas técnicas de controle de estoque;
  • Aprimoramento na organização, facilidade de leitura e simplificação na comunicação interna.

Diferença entre SKU e Código de Barras

SKU e código de barras não são a mesma coisa, por isso, não devem ser confundidos como sendo uma coisa só.

Isto porque, diferente do código de barras, que é gerado por um sistema, o SKU é formado pelo responsável por meio de uma lógica.

Além disso, o código de barras é lido por instrumento de leitor de código, utilizado geralmente em procedimentos externos.

Enquanto o SKU é identificado sem a necessidade de um equipamento, sendo utilizado em processos internos.

Portanto, o código de barras é lido apenas por uma máquina ou leitor, e o SKU deve ser lido e entendido de maneira lógica por qualquer pessoa e/ou sistema.

Erros a serem evitados

Para que o funcionamento do SKU na logística e estoque da empresa seja feito com sucesso, é preciso que alguns erros simples sejam evitados.

  • Não utilize o mesmo código identificador SKU para vários produtos;
  • Não utilize uma série de números de fornecedores ou fabricantes, pois, as numerações podem ser modificadas, tendo que modificar assim o SKU dos produtos;
  • Não utilize caracteres especiais – escolha números e letras;
  • Não confunda o SKU com o código de barras.

Tenha ferramentas qualificadas para o controle de estoque de seu negócio

Além de entender sobre o SKU, é importante ter ferramentas que ajudem no controle de um estoque.

Isto, para que haja organização e otimização em toda a logística, evitando possíveis problemas com falta de produtos e desorganização.

Para isso, a Soften oferece sistemas completos, que permitem uma gestão de estoque de qualidade e simplificada.

Além disso, é possível controlar outras áreas da empresa, como finanças, vendas, ordem de produção, emissão de boletos e de documentos fiscais, como NFe.

Não fique de fora, seja um cliente Soften e tenha uma empresa controlada com as ferramentas mais qualificadas do mercado.

Entre em contato com os atendentes comerciais e entenda mais sobre os pacotes oferecidos, além dos produtos e serviços disponibilizados.

Caso tenha gostado do artigo, compartilhe-o com parceiros e continue acompanhando as atualizações do Blog e das Redes Sociais:
FacebookInstagram,TwitterLinkedin e Youtube.

Deixe suas dúvidas e sugestões abaixo!

Flávia Scalon
Flávia Scalon

É formada em publicidade e propaganda, pós graduada em gestão de comunicação integrada e uma das principais autoras do blog. Especialista em assuntos fiscais. Nas horas vagas, gosta de ler sobre romance, comédia, drama, entre outros assuntos, também curte vários estilos musicais e aprecia múltiplas culinárias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sistema de Gestão Empresarial com Emissor NFe

           Experimentar grátis
Receba Grátis Materiais e Ebooks. Saiba como!