Fluxo de Caixa: Entenda sua importância para a sua empresa

Ronnie Birolim - 23/10/2017 - 1 Comentário(s)

Fluxo de caixa, você certamente já ouviu falar sobre ele. Todo empreendedor tem que ficar por dentro deste importante assunto.

Qualquer dono de negócio normalmente tem dois desafios em mente: o primeiro deles é conseguir manter boas condições para que a empresa se sustente sozinha. Ela precisa andar com as próprias pernas.

O segundo desafio é fazer com que ela cresça, que consiga conquistar uma fatia maior do mercado, que possa se expandir, mas sem passar por nenhum sufoco no meio do caminho.

Para que o seu negócio tenha reais chances de crescer, ele precisa estar bem organizado e isso implica conseguir gerenciar bem todas as suas áreas, principalmente a financeira.

O controle financeiro de uma empresa é fundamental para a sustentabilidade do empreendimento e uma das ferramentas mais básicas a serem dominadas é o fluxo de caixa.

Figura Planilha Gratuita Fluxo de Caixa

Se você ainda não entendeu a importância do fluxo de caixa para a sua empresa, talvez precise de mais algumas informações sobre o tema.

O que é o fluxo de caixa?

Existem vários tipos de ferramentas e relatórios que são utilizados pelos financeiros de todo tipo de empresas.

Desde produtores agrícolas, fábricas e comerciantes até prestadores de serviços, alguns controles acabam coincidindo. Isso mostra a importância dessas ferramentas e a sua capacidade de adaptação.

Entre esses modelos, podemos pensar em um relatório de vendas mensal (faturamento), apuração de lucro e também o fluxo de caixa sobre, sobre o qual vamos falar hoje.

Todos os valores que entram na empresa precisam ser anotados em algum lugar, assim como todos os valores que saem. Essa é a base para o controle financeiro.

Com esses números podemos fazer vários tipos de interpretações e é o fluxo de caixa que vai conseguir mostrar exatamente o que anda acontecendo.

Ele é um tipo de mapa ou indicador de como anda o movimento de dinheiro no seu negócio. Aqui é bem importante que deixemos bem claro que ele representa o que realmente está acontecendo. Assim, se você quiser enxergar em um exato momento a sua real situação, basta olhar para o fluxo de caixa.

Assista o vídeo para entender melhor o assunto:

A importância do fluxo de caixa

O fluxo de caixa mostra um valor de saldo e este número é o que muitos entendem como a liquidez da empresa. Isso significa que, quanto mais você conseguir um “fôlego” para o seu fluxo de caixa, mais agrega valor à sua própria empresa.

Além disso, é importante lembrarmos que o fluxo de caixa armazena mais do que somente valores que entram e que saem. Ele mostra também quais tipos de valores são esses — se são custos fixos ou variáveis — e a qual conta estão relacionados.

Vamos considerar, por exemplo, os seus custos fixos. Eles estão ligados a tudo que você precisa pagar para manter a empresa aberta, mesmo sem vender nada.

Se você olhar de perto para o seu fluxo de caixa todo mês, vai ficar fácil de perceber se, por acaso, tem aumentado os gastos com o seu custo fixo e, de uma forma mais rápida, conseguir encontrar a fonte desse aumento.

Outra avaliação interessante que você pode fazer é ver como anda a sua política de vendas. Até quantas vezes você consegue parcelar as vendas para os seus clientes sem comprometer o seu financeiro? Seu fluxo de caixa vai ajudar você a responder a essa pergunta.

EBook Fluxo de Caixa Banner

Como fazer um fluxo de caixa

Como toda ferramenta de gestão financeira, o fluxo de caixa também tem particularidades e forma de uso. Para que você possa extrair dele o máximo de informações úteis possíveis, alguns cuidados são necessários.

A atualização dos registros

A confiança a respeito de todas as informações que você pode retirar do seu fluxo de caixa depende muito da forma como ele é alimentado. Se os seus registros forem feitos de forma atrasada ou incompleta, a ferramenta pode acabar atrapalhando a sua gestão.

Quanto mais inconsistentes forem os seus registros, menos confiabilidade você terá para administrar a empresa.

Por isso, seja você ou quem esteja responsável por anotar todas as informações de entradas e saídas, é preciso ter muita disciplina. Assim, quanto mais detalhada e atualizada for a informação, mais poder de gestão você tem.

A relação de vendas X recebimentos

Um erro que é relativamente comum em algumas empresas é o lançamento de vendas no fluxo de caixa. Esse tipo de prática faz com que todos os controles se embolem e é preciso entender o motivo.

O fluxo de caixa registra o que é necessariamente verdade, o que está acontecendo no momento. Então, se um cliente paga uma compra que fez, o dinheiro está entrando no caixa da empresa, mas se ele só comprou e ainda vai pagar, não se pode registrar a entrada do valor referente a essa venda.

Isso porque, talvez ele atrase para pagar ou até mesmo não pague, o que é considerado como inadimplência. Por isso, só se registra o que realmente acontecer, para não haver confusão.

O fluxo de caixa projetado

Quando a empresa já está bem organizada e sabe trabalhar com o fluxo de caixa, aparece uma possibilidade muito interessante, que é o fluxo de caixa projetado.

Ele é um tipo de simulação do que provavelmente vai acontecer. Assim, olhando para o seu histórico de despesas mensais e valores que são efetivamente pagos pelos clientes perante o volume de vendas feitas, fica possível tentar imaginar quanto haverá de entradas e saída no mês seguinte.

Exercitando a gestão com essa simulação, ganha-se mais conhecimento sobre negócio e pode-se, com algum grau de certeza, prever o que poderá acontecer adiante.

Assim, fica mais fácil ter noção de quanta verba haverá no futuro próximo e decidir se está ou não na hora de fazer algum investimento no negócio, uma reforma ou se ainda é preciso esperar mais um pouco.

Como podemos ver, existe uma grande importância do fluxo de caixa na gestão das empresas. Por meio dele é possível tanto entender melhor a realidade do negócio como também tomar decisões para ajudar a aumentar os resultados.

Se você gostou deste conteúdo e quer ficar mais atualizado a respeito de boas práticas do mercado, siga-nos em nossas redes sociais: Facebook, YouTube, Google+ e LinkedIn. Temos sempre boas dicas para ajudar você a gerenciar melhor a sua empresa.

Banner-Conheça (1)

​Procura um sistema ERP administrativo e fiscal? Acesse nosso site e veja o que a Soften Sistemas pode fazer pela sua empresa.

Ronnie Birolim
Ronnie Birolim

Formado em Ciência da Computação e Marketing é hoje o CMO (Diretor de Marketing) da Soften Sistemas. Escreve para o blog e coordena o departamento de marketing. Está na Soften desde 2007 e nas horas vagas curte sua família, Rock anos 90 e video games.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

1 Comentário(s)

Sistema de Gestão Empresarial com Emissor NFe

Experimentar agora
Receba Grátis Materiais e Ebooks. Saiba como!