Conheça o sistema de gestão mais completo para seu negócio

Conheça as 4 Etapas do Design Thinking

Diogo Oliveira - 23/07/2019 - 0 Comentário(s)

Você está por dentro de todas as Etapas do Design Thinking, seu desenvolvimento e especificações?

Não? Pois então chegou ao lugar certo, pois é essencial que os empresários estejam por dentro de tudo dessa abordagem moderna de criação.

Isto porque o Design Thinking tem sido um aliado extremamente eficiente para a criação de produtos e soluções que tem feito as empresas decolarem.

Design Thinking, conceituando

O termo Design Thinking em tradução literal expressa: desenhar pensando ou desenvolver pensando.

É hoje uma das abordagens de criação mais utilizadas por empresas gigantes do mercado, devido a sua eficiência e fácil aplicação.

O objetivo do Design Thinking é potencializar a atividade criativa de forma livre, abrindo a possibilidade da participação de outros colaboradores.

Além disso, busca-se oferecer soluções e produtos aos clientes que realmente vão de encontro à sua necessidade.

Isto porque, cada dia mais se faz necessário que as empresas se destaquem no mercado competitivo, com ofertas que além de solucionar o problema do cliente, vai surpreendê-lo.

Neste panorama o time de criação é pressionado a buscar e apresentar soluções inovadoras e com diferencial de mercado.

A partir disso, surgiu a abordagem Design Thinking que busca resolver problemas das empresas com relação aos produtos e/ou serviços oferecidos.

O Design Thinking consiste então em realizar a criação de novos produtos pensando sempre no que o público espera e também acolhendo ideias de outros colaboradores.

É uma abordagem criativa, cujo centro é o humano e a suas necessidades e anseios e assim apresentar novas soluções.

Pode-se definir que o Design Thinking é uma abordagem humana sobre os processos de criação, buscando verdadeiros diferenciais e criatividade.

Materiais Gratuitos Soften Sistemas

4 Etapas do Design Thinking

Antes de conhecer as quatro etapas do Design Thinking assim como a forma como ele é aplicado, é necessário conhecer algumas particularidades.

O processo de Design Thinking não é linear, portanto, a ordem das etapas não influencia sua aplicação o que pode fazer com que elas sejam aplicadas paralelamente.

Os passos ou etapas que são desenvolvidas em todo o processo são as seguintes:

  • Imersão
  • Ideação
  • Prototipagem
  • Desenvolvimento

Em alguns lugares pode ser que se ouça falar de cinco etapas: Empatia, Definição, Ideação, Prototipagem e Testes.

No entanto, ambas as abordagens estão corretas e auxiliaram a empresa no desenvolvimento criativo de suas ofertas.

Agora é o momento de entender cada uma das etapas citadas e assim saber como aplicar o Design Thinking na empresa.

Imersão

Como o próprio nome diz o objetivo nesta etapa é mergulhar na realidade da empresa para assim conhecer todas as suas particularidades.

Não se esqueça que é essencial praticar a escuta neste processo, ouça os seus clientes e colaboradores.

Não importa a técnica utilizada para isto, mas é essencial que não seja ignorado nenhum aspecto da empresa e de suas atividades.

É importante que o responsável por este processo de imersão seja um bom ouvinte e não concorde ou discorde de nada.

O importante nesta primeira etapa é colher o máximo de informações possíveis acerca da empresa e dos produtos e/ou serviços ofertados.

Junto a equipe selecionada para participar do Design Thinking, realize um processo de apuração dos dados obtidos.

Defina os principais pontos levantados por clientes e entrevistados no processo para assim produzir um material completo para o processo de Ideação.

Ideação

Reunida todas as informações e dados obtidos na imersão é a hora de sentar com todos os envolvidos e idealizar as soluções possíveis.

É essencial, que se leve em conta o ponto de vista de cada um dos participantes neste momento.

Não trabalhe nunca com apenas uma solução, levante uma série de possibilidades, realize Brainstorming para exercitar a criatividade.

Contudo, lembre-se de cada vez que for realizar um processo de ideação de organizar tudo para que seja mantido o foco.

É muito comum que nesta etapa os colaboradores acabem se empolgando demais e assim fugindo do objetivo.

Não se esqueça também, que nem todos os tipos de ideias serão viáveis de serem aplicadas, é preciso analisar este fator quando for levantar as soluções.

Prototipagem

Realizou a Imersão? Coletou todos os dados necessários? Apontou as ideias e soluções possíveis? É hora de colocar a mão na massa.

Esta é a fase de criar protótipos das soluções levantadas como viáveis para a empresa, e assim testá-los.

Não se pode ter medo de começar e muito menos de possíveis erros e falhas, esta fase é justamente para isso.

Crie um MVP – Mínimo Produto Viável, e selecione alguns clientes para testá-lo, contudo, não deixe que ele se sinta um rato de laboratório.

Muito pelo contrário, faça com o cliente se sinta exclusivo e que ele está tendo uma oportunidade única.

Não fique dando longas explicações, deixe que a pessoa teste e observe suas reações e apontamentos acerca do apresentado.

Desenvolvimento

A fase final do Design Thinking é quando os protótipos testados e aprovados são colocados em plena produção.

Lembre-se de estar atento a melhorias que podem ser realizadas constantemente com a finalidade de oferecer a melhor solução.

Não se esqueça nunca do foco definido no início do processo e se caso o produto e/ou serviço fugir disso, você pode voltar pra trás.

Clarificando o Design Thinking

Veja o Infográfico abaixo e veja com detalhes como realizar a aplicação do Design Thinking:

infoDesignThinking 2

Gestão Administrativa Automatizada e Liberdade Criativa

Antes de tudo para que a empresa tenha uma liberdade para criação é preciso automatizar a gestão administrativa e fiscal.

E a Soften Sistemas pode auxiliar a partir dos seus Softwares de Gestão Fiscal Integrado ao Controle de Estoque, Vendas e Financeiro.

A empresa conta com dois modelos de sistemas: o Soften SIEM, aplicativo desktop e GerencieAqui, sistema online.

O cliente têm a sua disposição softwares eficientes com instalação e treinamento gratuitos e suporte técnico ilimitado.

Simplifique a gestão de sua empresa com os aplicativos da Soften, entre em contato para saber mais.

Continue acompanhando o Blog da Soften e deixe seu comentário caso tenha alguma dúvida!

Siga também as Redes Sociais: Facebook, Instagram, Twitter, Linkedin e Youtube.

Diogo Oliveira
Diogo Oliveira

É jornalista e especialista em textos informativos. Atualmente escreve os textos da Soften para a mídia, redige e-books e auxilia no blog. Nas horas vagas, gosta de ouvir música, ler sobre atualidades e política e assistir séries.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sistema de Gestão Empresarial com Emissor NFe

           Experimentar grátis
Receba Grátis Materiais e Ebooks. Saiba como!