Empreendedorismo é inspiração: entenda porque!

Guilherme Volpi - 18/05/2017 - 0 Comentário(s)

Você provavelmente já deve ter escutado a frase: “o sucesso é feito de 1% de inspiração e 99% de transpiração”. Adaptada da citação de um dos mais célebres inventores do mundo, Thomas Edison, ela se tornou um mantra para muitos profissionais.

Mas, diferente de outras carreiras, para o empreendedorismo, inspiração não deve ser apenas 1% — deve ser tudo.

Quer saber porque? No post de hoje, vamos ajudá-lo a entender a importância de se manter inspirado e onde buscar as melhores fontes de motivação para empreender. Dá uma olhada!

Qual o poder da inspiração?

É claro que, para tirar qualquer sonho do papel, a ação é fundamental. Mesmo que você tenha uma excelente ideia de negócio, se você não a colocar em prática não terá nenhum resultado. Mas você já se perguntou de onde vêm essas boas ideias?

Alguns negócios trazem soluções e produtos tão simples que é difícil não se perguntar “como eu não pensei nisso antes?”. O caminho das pedras para entender porque isso acontece está no nosso próprio mindset.

Muitas pessoas acreditam que os empreendedores que chegam ao sucesso possuem uma espécie de dom — um talento natural que já nasce com eles e os permite ter ideias geniais, capazes de mudar o mundo e as suas próprias contas bancárias.

Esse é um erro que as leva a ficarem estagnadas, sem conseguir pensar em algo inovador ou levar os negócios que já possuem a um novo patamar.

Há apenas alguns anos, quem seria capaz de imaginar que poderíamos nos comunicar com qualquer pessoa no mundo, sem a necessidade de sair de casa?

Se a IBM e, posteriormente, Bill Gates, com a sua Microsoft, não tivessem acreditado nessa possibilidade ao democratizar a compra de computadores pessoais, provavelmente você não estaria lendo este artigo.

Por isso, diferente do que Thomas Edison nos disse, inspiração é tão importante quanto transpiração. Sem a primeira, as ideias não nascem e revoluções não são geradas.

O pensador hindu, Swami Vivekananda, nos mostra que, para empreender, você precisa antes de tudo: escolher uma ideia e então fazer dela a sua vida, deixando cérebro, músculos, nervos e todas as partes do seu corpo serem preenchidas com ela. Esse é o caminho para o sucesso.

Onde buscar inspiração para empreender?

Não existe uma única fonte de inspiração. Ela está em todo lugar, e quem deseja viver de empreendedorismo precisa ter os olhos atentos ao que acontece ao seu redor.

Pode vir de outros cases de sucesso, de experiências do dia a dia e até mesmo de histórias de fracasso. O mais importante é que você a encontre.

Acompanhar trajetórias de empreendedores, por exemplo, pode trazer todos os ingredientes necessários para que você se coloque no lugar do outro, se identifique e supere as suas próprias dificuldades.

Se as trajetórias de vida de Steve Jobs ou Mark Zuckerberg não têm nada a ver com a sua, por que não se inspirar em nomes mais próximos, como Zica Assis — a empregada doméstica que criou uma rede de beleza milionária para mulheres com cabelos crespos e cacheados?

E que tal Alexandre Costa, que, aos 17 anos, transformou a confecção e venda de ovos e trufas de chocolate na sua cidade na famosa Cacau Show?

Qualquer história de empreendedorismo pode fazer sentido para quem deseja seguir o mesmo caminho. Você só precisa estar disposto a ouvir e aprender.

Materiais Gratuitos Soften Sistemas

Como manter-se mais inspirado?

Momentos inspiradores podem vir com frequência para aqueles com poder de observação. Eles podem estar te rodeando agora, mesmo na frente do seu computador.

Para a ciência, inspiração nada mais é do que a capacidade de fazer novas conexões com aquilo que já possuímos. E o empreendedorismo é justamente isso: a disposição para identificar problemas sem solução e investir recursos e habilidades para mudar esse quadro.

Para se manter mais inspirado no dia a dia, você precisa:

Estar mais presente na vida

As melhores ideias vêm dos assuntos do dia a dia, aqueles pelos quais nos interessamos pessoalmente.

Por isso, anote tudo o que acontece ao seu redor, principalmente os problemas, e pergunte a si mesmo se você seria capaz de resolvê-los, além de quanto tempo e dinheiro você precisaria.

Para transformá-los em grandes ideias, você precisa estar disposto a sair da sua zona de conforto e observar como outras pessoas e empresários estão lidando com eles. Se você tiver essa visão, será mais fácil “fugir” do padrão e inovar.

Um ótimo exemplo de quem fez isso é a startup brasileira Nubank. Sabe a burocracia dos bancos e dos cartões de crédito? Eles conseguiram eliminá-la ao criar um cartão internacional, sem anuidade e com atendimento totalmente online. Qual foi o resultado? Mais de 5,5 milhões de pedidos do produto em menos de 4 anos.

Pesquisar

Você precisa estar atento ao que acontece também no mundo lá fora.

Tendências, mudanças políticas e sociais, negócios que deram certo ou fracassaram, em outros países, podem ser uma fonte rica de inspiração.

Então, mantenha a pesquisa como um hábito diário. E com a internet, não há mais desculpas para se acomodar.

Ouvir quem já chegou lá e quem não

A partir de agora, cada vez que você assistir a uma palestra, ler uma história ou conversar com um empreendedor, preste atenção ao que ele tem a dizer.

Mesmo que ele atue em uma área completamente diferente, sua experiência pode trazer “insights” e transmitir o entusiasmo que nenhum outro lugar é capaz.

Também fique atento aos conselhos das pessoas que lidam com o seu negócio no dia a dia, principalmente colaboradores e clientes. Eles são capazes de perceber aspectos que não vão bem e ter ideias que nem sempre o dono de um negócio é capaz de ter — e são elas que farão a diferença.

Pensar no que você tem a oferecer ao outro

Imagine: quantas pessoas são beneficiadas por um produto ou serviço que uma única empresa oferece; quantos empregos são gerados; e o quanto a economia é mudada.

Não importa o tamanho — desde uma padaria de bairro até uma multinacional de tecnologia, todo empreendimento deve ser uma oportunidade de fazer a diferença e gerar um impacto positivo para você e para milhares de pessoas.

Acreditar em si mesmo

Não é preciso ser o mais rico ou o mais inteligente para tirar sonhos do papel ou fazer um negócio prosperar. Muito do que é dito como impossível é mais fácil de superar do que se imagina.

Muitas vezes, ficamos presos a desculpas que criamos para nós mesmos e nos impedimos de sair do lugar.

Você lembra de quando era uma criança e achava que podia ser o que quisesse quando crescesse? Pois, então, ainda pode! Mas sem amar o que faz ou confiar que as coisas darão certo será quase impossível ter a motivação, a empolgação e a garra necessárias para superar os obstáculos que surgirão.

Acredite em si mesmo e um dia será você quem inspirará outras pessoas!

Conheça Soften Sistemas

De onde sai a sua inspiração? Quer receber outras dicas campeãs sobre empreendedorismo? Então, assine a nossa newsletter e não perca mais nenhuma novidade aqui no blog!

Guilherme Volpi
Guilherme Volpi

Guilherme Volpi é CEO da empresa Soften Sistemas. Formado em Administração de Empresas, programava softwares nas horas vagas. Hoje coordena todo grupo Soften e quando sobra um tempinho escreve para o blog.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sistema de Gestão Empresarial com Emissor NFe

           Experimentar grátis
Receba Grátis Materiais e Ebooks. Saiba como!