Conheça o sistema de gestão mais completo para seu negócio

Entenda qual a Diferença entre Regime de Caixa e Regime de Competência

Flávia Scalon - 02/10/2019 - 0 Comentário(s)

Já pensou que existe Diferença entre Regime de Caixa e Regime de Competência? Essas técnicas podem se complementar, mas tem diferenças também.

Saber a situação da sua empresa é uma tarefa que exige muita prática, além de conhecimento sobre a mesma.

Quanto mais entrosado você está com o funcionamento da sua empresa mais fácil será para você na hora de tomar decisões para ela.

Para analisar a sua empresa de forma plena, existem duas ferramentas que poderão te auxiliar nessa hora: Regime de Caixa e o Regime de Competência.

Por dentro do Funcionamento da sua Empresa

Para que a sua empresa esteja saudável, é preciso que ela tenha em equilíbrio as suas contas.

Significando dizer que a empresa precisa ter dados bem organizados, como a situação de possíveis investimentos.

Para que o seu negócio possa concorrer no mercado, é preciso que tenha um sistema de contas a pagar e contas a receber, de forma clara e acessível.

É essencial que a sua empresa tenha meios de registro e análise dos lançamentos de entrada e saída de valores financeiros.

Somente com essas informações que você pode reduzir ou aumentar a sua capacidade de crescimento no mercado.

E para que você saiba como analisar e aplicar na sua empresa, é essencial que você saiba o que é o regime de caixa e regime de competência, e as suas diferenças.

Materiais Gratuitos Soften Sistemas

O que é o Regime de Competência?

O regime de competência é um registro de um determinado evento de forma documentada, ou seja, ocorre um fato gerador, como por exemplo, pagamentos.

A contabilidade utiliza o regime de competência para gerar dados de receitas, custos, despesas e investimentos de determinado mês.

O que significa dizer que é uma forma de controle de entradas e saídas de valores, como por exemplo a compra de material, sendo a principal finalidade o registro da data.

Regime de competência também pode ser entendido como um registro de lançamentos contábeis, realizado no período de competência da receita ou despesa realizada.

Na teoria, o regime de competência também é conceituado como um princípio contábil, que na prática pode ser relacionado a qualquer alteração patrimonial, independentemente da natureza e origem.

Nesse princípio, as receitas e despesas são incluídas na apuração do resultado do período em que ocorrerem.

O que é Regime de Caixa?

No regime de caixa é considerado o registro dos documentos na data que foram pagos ou recebidos, como se funcionasse como um extrato bancário.

Porém, apesar de similar ao regime de competência, nesse regime a finalidade é apurar a divergência, o valor final dos aumentos do patrimônio líquido (receitas) e das suas despesas/custos.

Para muitos profissionais da área, o conceito desse regime seria o “resultado do período” se este é positivo ou negativo.

Na prática, o financeiro da empresa usa regime de caixa como um controlador de saldos positivos e negativos do mês auferido.

Regime de Caixa X Regime de Competência

Essas duas ferramentas são utilizadas em larga escala pelos gestores das áreas contábil e financeira da empresa.

Sendo esses regimes essenciais interligados, ou seja, se complementam através da gestão e análise das finanças.

Toda empresa tem uma movimentação com origens e eventos com seus referidos lançamentos do setor financeiro e contábil.

Sendo muito importante que os eventos oriundos dessas movimentações sejam registrados pela empresa por tais regimes.

Tais análises são utilizadas para muitos fins, tais como: administrativos, tributários e etc.

Vantagens do Regime de Competência

Conforme citamos, o regime de competência possui muitas vantagens, sendo uma delas a antecipação de lançamentos futuros, que poderão ser destinados para fins de imposto de renda, por exemplo.

Esse regime poderá ser utilizado por qualquer porte de empresa, como médias e grandes empresas e instituições financeiras.

Outro benefício do regime de competência é a facilidade na hora de observar os resultados da empresa e a situação financeira e patrimonial, através da contabilização das despesas e receitas, indiferente de haver pagamentos ou recebimentos.

Através disso o empreendedor pode se programar para investimentos futuros, vez que possui conhecimento das movimentações financeiras, com acesso ao balanço e balancete.

Um grande facilitador para expressar essa análise é o Demonstrativo de Resultados do Exercício, o famoso “DRE”, que funciona como um relatório de gestão.

Considerações Finais

Recapitulando então a diferença dos regimes, começando pelo Regime de Caixa, que somente contabiliza quando há a transação financeira efetivamente.

Os gestores utilizam esse regime para avaliar a situação financeira da empresa, pois, este está interligado ao fluxo de caixa.

Através desse regime é possível ter uma visualização sólida do que a empresa possui em caixa no momento, com ele não é preciso previsões ou projeções.

Lembrando, que é através desse regime que serão confeccionados os demonstrativos financeiros da empresa.

Já o Regime de Competência utiliza a sua analise para fazer a medição dos resultados da empresa a partir das vendas efetuadas e as despesas realizadas.

Também considerando a depreciação, que por sua vez no regime de caixa não é considerada.

Neste sentido, o Demonstrativo de Resultados do Exercício (DRE) é um grande e poderoso meio para conciliar os resultados da empresa, sendo uma ferramenta de uso do regime de competência.

Somente através desses resultados é que a empresa pode continuar crescendo e se desenvolvendo no mercado, auferindo lucros e evitando prejuízos.

Tenha uma ferramenta para controlar as finanças de sua empresa

Para melhorar cada vez mais a gestão e o controle financeiro de sua empresa, invista em ferramentas que ofereçam qualidade e organização.

A Soften Sistemas é uma empresa que disponibiliza sistemas para a gestão completa de um negócio, e dentro das funcionalidades se tem o controle financeiro.

É possível controlar contas a pagar e receber, fluxo de caixa, emissão de boletos, recebimentos, planilhas DRE, integração com emissões fiscais, entre muitas outras coisas.

Por isso, não fique de fora e seja um cliente Soften. Basta entrar em contato com os atendentes para saber mais sobre os produtos e serviços.

Se curtiu o artigo, compartilhe-o e continue acompanhando os posts diários do Blog.

Siga também as Redes Sociais: FacebookInstagramTwitterLinkedin e Youtube.

Comente em caso de dúvidas e sugestões!

Flávia Scalon
Flávia Scalon

É formada em publicidade e propaganda, pós graduada em gestão de comunicação integrada e uma das principais autoras do blog. Especialista em assuntos fiscais. Nas horas vagas, gosta de ler sobre romance, comédia, drama, entre outros assuntos, também curte vários estilos musicais e aprecia múltiplas culinárias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sistema de Gestão Empresarial com Emissor NFe

           Experimentar grátis
Receba Grátis Materiais e Ebooks. Saiba como!