DAS MEI: Saiba o que é e como fazer

DAS MEI

O empresário que se formaliza Microempreendedor Individual, além de benefícios, tem algumas obrigações a cumprir, sendo uma delas o DAS MEI.

O pagamento do Documento de Arrecadação do MEI talvez seja uma das principais obrigações a se cumprir nesse regime.

Para entender mais sobre esse documento obrigatório para os Microempreendedores Individuais, acompanhe o artigo a seguir.

O que é DAS MEI?

DAS MEI sigla de Documento de Arrecadação Simplificada do Microempreendedor Individual é o meio de arrecadação das obrigações tributárias do MEI.

O documento é emitido pela SMPE (Secretaria da Micro e Pequena Empresa), sendo obrigatório ao MEI pagá-lo em uma única guia com valor fixo mensal.

Os boletos devem ser pagos até o dia 20 de cada mês, e caso caia em final de semana ou feriado, é passado ao próximo dia útil.

Figura Download E Book MEI e NFe

Porque é preciso pagar o DAS MEI?

O pagamento do DAS MEI possibilita a manutenção da atividade do MEI, garantindo os benefícios que ele recebe.

Além disso, é através desse documento que ele contribui com a Previdência Social, garantindo a aposentadoria no futuro.

Se o pagamento não for feito por 12 meses consecutivos, o registro do Microempreendedor Individual é cancelado automaticamente.

Ou seja, para estar com as obrigações fiscais em dia e ter acesso aos benefícios do INSS, o MEI precisa manter em dia o pagamento do DAS MEI.

Benefícios do MEI

Os benefícios para Microempreendedor Individual são muitos, e os principais estão relacionados à Previdência Social, sendo:

– Contribuir para aposentadoria, no caso do MEI é por idade, sendo 60 anos para mulheres e 65 anos para homens;
– Direito a receber auxílio-doença e aposentadoria por invalidez, é necessário ter no mínimo 12 meses de contribuição;
– Salário-maternidade para mulher formalizada como MEI ou funcionária contratada.

Além desses, há muitos outros benefícios no enquadramento MEI, entenda mais sobre o regime aqui.

Imposto pagos pelo MEI

Quando se formaliza MEI, a empresa é automaticamente enquadrada como optante pelo Simples Nacional.

E todo MEI contribui mensalmente com 5% do valor do salário mínimo para o INSS (Instituto Nacional do Seguro Social).

Além de recolher impostos de prestadores de serviços e comerciários, sendo o ISS e ICMS.

– Prestadores de Serviço pagam R$5 reais de ISS;
– Comerciários e Industriários pagam R$1 real de ICMS;
– MEI prestador de serviço e comerciário paga os dois tributos, ISS e ICMS, no valor de R$6 reais.

Os impostos são pagos em uma única guia, mas a arrecadação é destinada a diferentes órgãos:

INSS: tributo federal
ICMS: tributo estadual
ISS: tributo municipal

obrigações do mei

Valor do DAS MEI

Os valores do DAS MEI são atualizados todo ano, a partir do aumento do salário mínimo.

Em 2018 o salário mínimo é de R$954 reais, sendo então os totais do mês no boleto do Microempreendedor:

– MEI comerciário ou industriário: R$48,70
– MEI prestador de serviço: R$52,70
– MEI prestador de serviço e comerciário: R$53,70

Sendo estes valores referentes a 5% do salário mínimo atual.

Como ter acesso ao DAS MEI

Primeiramente é necessário abrir empresa como MEI, após a formalização será disponibilizado um CNPJ.

Com esse cadastro é possível o acesso ao Portal do Empreendedor para emissão do boleto DAS MEI e outras informações da empresa.

Até 2015, o MEI recebia o Carnê da Cidadania com as 12 parcelas da contribuição mensal do regime.

Porém, desde 2016 é possível gerar os boletos no Portal do Empreendedor ou fazer o pagamento online.

Como emitir o DAS MEI

Para emitir o boleto DAS MEI é preciso acessar o Portal do Empreendedor MEI com o CNPJ da empresa em mãos.

Clicando em Serviços é possível escolher as opções: Débito automático, Pagamento online, Boleto de Pagamento, Parcelamento e Restituição.

O pagamento do boleto pode ser feito em qualquer agência bancária ou lotérica.

Além de que pode ser feito o parcelamento dos boletos atrasados em até 60 vezes, com parcelas de no mínimo R$50 reais.

Emitir o boleto DAS MEI pelo Portal do Empreendedor é um processo gratuito, simplificado e rápido.

E caso o pagamento atrase, é preciso emitir um novo DAS, que trará acrescentado valores de multas e juros incidentes.

Informações Adicionais sobre o DAS MEI

O MEI foi criado para facilitar a legalização dos trabalhadores autônomos que atuavam informalmente, sem nenhum tipo de benefício.

Formalizados como MEI, hoje podem trabalhar com mais tranquilidade e formalmente, além das facilidades e benefícios por ter um CNPJ.

Portanto, é necessário fazer o pagamento do DAS MEI todos os meses para manter a empresa regularizada.

Além disso, é bom que no final de cada ano realizar a verificação se as atividades da empresa são as mesmas cadastradas no MEI, para assim saber se os impostos pagos pela mesma estão corretos.

Acompanhamento contábil e um sistema de gestão e emissão são vantagens extras para a empresa, além de facilitar a rotina do empresário.

A Soften Sistemas disponibiliza um sistema gestor e emissor completo, além de oferecer suporte técnico e treinamento eficaz.

Acesse o site e conheça todos os produtos e serviços oferecidos pela Soften, não perca tempo e entre para o time de clientes satisfeitos.

Conheça Soften Sistemas

Gostou desse artigo? Compartilhe-o com amigos e continue acessando o Blog que é atualizado diariamente com assuntos fiscais e contábeis.

Caso tenha alguma dúvida, comente abaixo que a Soften lhe responderá!

Flávia Scalon
Flávia Scalon

É formada em publicidade e propaganda, pós graduada em gestão de comunicação integrada e uma das principais autoras do blog. Especialista em assuntos fiscais. Nas horas vagas, gosta de ler sobre romance, comédia, drama, entre outros assuntos, também curte vários estilos musicais e aprecia múltiplas culinárias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts de interesse