Aniversário Soften

Coworking: Entenda seu significado

Diogo Oliveira - 21/01/2019 - 0 Comentário(s)

Para empreendedores autônomos e individuais, o home office pode ser uma boa opção, mas àqueles que desejam um espaço específico para o negócio, é preciso conhecer o coworking.

O termo apresenta um novo modelo de espaço corporativo compartilhado com pessoas de diversas áreas e com diferentes modalidades de trabalho.

Contudo, é preciso compreender por completo o significado de tal termo, além de suas vantagens e desvantagens.

Veja neste artigo do Blog da Soften o significado do termo e ideia do Coworking e como usá-lo.

Entendendo o conceito de Coworking

O termo surgiu em 2005 nos Estados Unidos, após a criação de uma comunidade de trabalho firmada entre o engenheiro de software Brad Neuberg e seus amigos.

Contudo, a ideia de espaços corporativos compartilhados são remotas, da década de 1990.

Analisado o termo, temos como tradução livre para ‘trabalhando em cooperação’, ou seja, coworking.

Dessa forma, desenvolveu-se o conceito de criação de espaços de trabalho onde, profissionais e pequenas empresas pudessem compartilham o mesmo ambiente.

Ou seja, o coworking caracteriza a ideia de um escritório compartilhado por diversos empresários.

O espaço físico é então aproveitado para além de uma única pessoa, proporcionando uma série de vantagens.

De acordo com o Coworking Brasil, comunidade dos criadores do modelo no país, estima-se que já é grande o número de coworkers no Brasil, cerca de 600.

Materiais Gratuitos Soften Sistemas

Como se estrutura o Coworking?

Como dito, o coworking é um modelo de estruturação empresarial em que profissionais e empresários de diversas áreas atuam em um mesmo ambiente de trabalho.

Normalmente, é um espaço no qual se dispõe uma série de mesas, não baias, onde os profissionais trabalham.

Além disso, os espaços contam com salas privativas e salas de reunião para receber seus clientes.

O modelo muito se assemelha ao modelo de escritório virtual, contudo, se diferencia, pois o profissional vai até o local trabalhar.

Ambos os espaços são pensados para o trabalho autônomo e individual, facilitando a vida dos empresários que não precisam ou desejam investir em um escritório próprio.

Vantagens e desvantagens

O investimento em espaços de coworking têm se tornado um verdadeiro estilo de vida para empresários.

O Networking com pessoas é apenas uma das muitas vantagens em se investir neste novo modelo de negócio.

Além disto, o empresário ganha benefícios financeiros ao economizar com aluguéis de grandes espaços assim como manutenção.

Não é preciso se preocupar com etiquetas corporativas, por se tratar de um local descontraído e de encontro de diversos profissionais.

Há também um aumento em possibilidade de negócios ao exercer o Networking com outros profissionais.

O empresário em início de atividade também aumenta sua capacidade comunicativa ao trocar experiências.

No entanto, nem tudo são flores em espaços de coworking, isto porque, também há desvantagens no novo modelo de negócio.

Se o seu negócio necessita de um espaço muito silencioso e que depende maior concentração, é melhor não investir em tal negócio.

Isto porque, os espaços de coworking apresentam uma alta rotatividade e movimentação de pessoas ao longo do dia.

Tal fator consequentemente, gera menor tranquilidade e silêncio em tais espaços, o que não contribui com o silêncio e tranquilidade.

Outra coisa que a alta movimentação pode trazer de negatividade é que o sigilo em alguns processos é bem menor.

Com esse panorama, o empresário já tem a alternativa de analisar a possibilidade de investir e começar a atuação do seu negócio em um espaço de coworking.

No entanto, um fator de sucesso em qualquer modelo de negócio é manter uma gestão atualizada e organizada.

Para isto, a melhor ferramenta são sistemas de gestão fiscal e administrativa, que além de agilidade, garante eficiência em tais processos de gestão.

Mantenha a gestão de seu negócio bem estruturada

Para manter a gestão do negócio organizada e ágil, os sistemas de gestão fiscal e administrativa da Soften Sistemas é a melhor opção.

Isto porque, os softwares possuem dois modelos com funções eficientes e ágeis, são eles: o Soften SIEM, modelo desktop e o GerencieAqui, em nuvem.

Além disso, a Soften conta com um time de treinamento e suporte técnico eficiente para auxílio do cliente em qualquer momento.

Conheça Soften Sistemas

Conheça maiores detalhes dos serviços e softwares da Soften falando com um dos atendentes comerciais.

Não deixe também de acompanhar o Blog e as Redes Sociais da Soften: FacebookInstagramTwitterLinkedin e Youtube.

Se caso ficou alguma dúvida, deixe seu comentário logo abaixo.

Diogo Oliveira
Diogo Oliveira

É jornalista e especialista em textos informativos. Atualmente escreve os textos da Soften para a mídia, redige e-books e auxilia no blog. Nas horas vagas, gosta de ouvir música, ler sobre atualidades e política e assistir séries.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sistema de Gestão Empresarial com Emissor NFe

           Experimentar grátis
Receba Grátis Materiais e Ebooks. Saiba como!