Entenda a importância do controle de estoque para sua empresa

controle de estoque

É comum muitas pessoas acreditarem que o controle de estoque se resume apenas à entrada e saída de mercadorias.

Analisando dessa forma, alguns criam a perspectiva de que esta é uma atividade isolada e cujo funcionamento não influencia em nada nos outros setores da empresa. Uma visão errônea de uma tarefa essencial para qualquer organização.

Gerir de forma eficaz o estoque é tão importante, que faz parte do capital de giro. Ou seja, impacta diretamente no poderio financeiro disponível para a empresa se manter por um determinado tempo no mercado.

Logo, uma má gestão do estoque pode fazer com que grandes planejamentos sejam comprometidos.

Materiais Gratuitos Soften Sistemas

Neste artigo vamos abordar a importância de um efetivo controle de estoque e apresentar benefícios de se adotar a prática na empresa. Continue acompanhando a leitura e confira!

A importância do controle de estoque

O controle de estoque é a ação de acompanhar a quantidade de mercadoria que a empresa tem. Além disso, verifica quais produtos estão disponíveis para venda ou para serem utilizados internamente (podem ser desde ferramentas ou acessórios utilizados na manutenção até insumos para fabricação).

Esse controle é aplicado a todas as mercadorias que a empresa utiliza para produzir um serviço ou produto, ou seja, na parte comercial ou no setor de produção — desde matérias-primas até produtos acabados.

Sendo assim, é fácil concluir que um controle de estoque é importante no que tange o fluxo de produtos da empresa.

O acompanhamento desse fluxo é essencial para que a área comercial consiga cumprir as metas, o setor de marketing desenvolva estratégias e, até mesmo, o financeiro possa concluir algumas de suas etapas de forma eficaz.

Veja abaixo 6 benefícios que um bom controle de estoque pode trazer para sua empresa:

1. Otimiza recursos

Um dos principais motivos para se buscar controlar o estoque é a manutenção de um nível de estoque equilibrado, evitando excessos e falta, tanto de matéria-prima quanto do produto final.

Na prática, isso significa otimização de recursos, refletindo em uma saúde financeira melhor para a empresa.

Mas como isso ocorre? Acontece que estoques elevados demandam altos investimentos na aquisição, manuseio e manutenção, o que diminui o poder de compra em outras mercadorias.

Se você atuar em um operador logístico, por exemplo, o seu custo pode ser medido por posição palete. Logo, quanto maior o estoque, maior o custo operacional.

Outro fator relevante a se considerar é o custo de oportunidade. Estoque significa dinheiro parado. Será que não existiria outra opção que traria maior retorno com menor risco?

2. Reduz desperdícios e custos

O acompanhamento de estoque elimina o excesso de produtos, o que, por consequência, reduz o número de furtos, avarias, vencimentos, produtos obsoletos ou parados, entre outros. Evitar esses contratempos implica reduzir consideravelmente os custos da empresa, tanto de tempo quanto financeiro.

Imagine que você tem um alto estoque de um produto farmacêutico e, de repente, a legislação muda e esse medicamento é impedido de ser comercializado. Todo o estoque do produto foi perdido, além do tempo despendido e os custos para descarte que virão.

Manter o estoque equilibrado também evita que os corredores da área de separação fiquem lotados, facilitando o processo de picking e reabastecimento e aumentando a produtividade.

3. Evita reação em cadeia

Uma das consequências mais graves que pode acontecer quando não há um correto controle de estoque é a falta de produto para entrega ou matéria-prima para novas produções (dependendo do segmento da empresa). Isso acarreta uma negativa reação em cadeia.

Como o seu cliente poderá fazer grandes pedidos, se você não consegue entregar no prazo acordado pequenos pedidos? Em algumas situações, a quantidade de clientes perdidos pode ser algo irreversível, ainda mais se for uma empresa que estiver em um bom momento de crescimento ou expansão.

A reação em cadeia começa com um controle de estoque malfeito, passando por uma queda na dinâmica dos colaboradores, redução de vendas e impactando no retorno financeiro da empresa.

4. Integra a gestão financeira

O controle de estoque está direta e indiretamente ligado a muitas atividades da empresa, sendo a área financeira uma das mais importantes (isso porque, os administradores entendem essa atividade como uma das aplicações diretas de dinheiro).

Como o controle de estoque impacta diretamente o setor financeiro da companhia, é muito comum que os sistemas estejam integrados, facilitando a gestão e possibilitando identificar rapidamente oportunidades e criar um plano de ação para atingir os níveis desejados.

5. Melhora o gerenciamento da rotina

Lembra-se da reação em cadeia negativa? Neste caso, é a positiva. Grande parte da empresa é influenciada pelo controle de estoque, porém existem aqueles setores que são impactados diretamente, como o setor de vendas, financeiro, marketing etc.

Com o acompanhamento e as informações sendo repassadas de forma correta e atualizada, o controle de estoque consegue melhorar de forma significativa a rotina desses setores, trazendo consequências favoráveis, como aumento de produtividade e construção de planejamentos mais coesos.

6. Garante excelência em atendimento aos clientes

Toda e qualquer prática no mundo corporativo é voltada para um único objetivo: melhorar a experiência do cliente. Com o controle de estoque não é diferente. Mais uma vez, é um erro imensurável de qualquer gestor acreditar que falhas no seu controle não impactarão diretamente na sua relação com o consumidor.

Um exemplo: digamos que o departamento de marketing crie campanhas para impulsionar as vendas e a equipe de vendedores comece a trabalhar em cima disso.

Porém, quando a venda está prestes a ser fechada é detectado que o produto desejado pelo cliente não tem no estoque da empresa. A frustração será mútua, tanto do vendedor quanto do consumidor.

O controle de estoque é a ferramenta essencial para evitar que isso aconteça. Com ele, o gestor sabe exatamente o que tem na empresa e jamais deixará o cliente na mão, proporcionando um atendimento de excelência, sem nenhuma surpresa negativa.

Agora você já sabe a grande importância do controle de estoque para a sua empresa. Se equilibrado, ele melhora o fluxo de caixa da organização, aumenta a produtividade, integra as áreas e garante que o cliente tenha a disposição o produto que ele deseja consumir.

Siga essas dicas e veja os benefícios no seu negócio.

Conheça Soften Sistemas

Achou esse conteúdo interessante? Tem alguma dúvida ou sugestão sobre o assunto? Deixe abaixo o seu comentário.

Guilherme Volpi
Guilherme Volpi

Guilherme Volpi é CEO da empresa Soften Sistemas. Formado em Administração de Empresas, programava softwares nas horas vagas. Hoje coordena todo grupo Soften e quando sobra um tempinho escreve para o blog.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts de interesse