Conheça o sistema de gestão mais completo para seu negócio

Aprenda de Forma Fácil como Calcular o Prazo Médio de Recebimento

Flávia Scalon - 22/11/2019 - 0 Comentário(s)

Uma das técnicas utilizadas na contabilidade de uma empresa é o controle de prazo médio de faturamento (PMF) e Prazo Médio de Recebimento (PMR).

Ambos funcionam como indicadores, sendo muito importante elaborar os planos de negócio e manter o controle econômico da sua empresa.

Até porque, você sabe como e quando a sua empresa tem o recebimento, ou sabe calcular o prazo médio de recebimento do seu negócio?

É essencial saber calcular o prazo médio de recebimento de um negócio, assim é possível investir e aumentar as vendas e melhorar o desempenho comercial da empresa.

Quanto mais dinheiro entrar no caixa, melhor será o planejamento financeiro para expandir os negócios. Confira mais neste artigo!

Compreendendo o Caminho do Dinheiro na sua Empresa

Para compreender o recebimento do dinheiro na sua empresa, é preciso analisar o fluxo do dinheiro, que em regra funciona da seguinte maneira:

  • Compra de mercadoria ou matéria-prima;
  • Ficando em estoque até a sua venda/processamento;
  • Pagamento do fornecedor;
  • Venda de produto.

Somente após os procedimentos acima é que você irá receber pela venda.

O prazo médio de pagamento e de recebimento servem para monitorar o período em que o dinheiro fica fora da empresa.

Há uma terceira variável muito importante que é o prazo médio de estocagem, o prazo médio de recebimento ou PMR seria o oposto, no sentido do tempo que demora para receber as suas vendas.

É claro que se você oferecer prazos e condições de pagamento para os seus clientes, isso terá uma força de atração de vendas.

Mas, você precisa saber que o prazo de recebimento tem efeito direto no seu fluxo de caixa e consequentemente na gestão financeira.

Quanto menor for o seu prazo médio de recebimento, melhor será o seu fluxo de caixa.

Vez que através dele a sua empresa irá otimizar o controle e acompanhamento financeiro da empresa.

Outra dica é parear os prazos de pagamento, para que eles corram de acordo com as Necessidades de Capital de Giro – NCG.

Sendo através deste índice que se dará o prazo do pagamento dos fornecedores.

Por meio dele, a empresa irá alinhar todas as suas contas para que sejam pagas em dias, evitando juras e multas por atrasos.

Além de uma maior segurança e conhecimento, para saber se o capital de giro poderá suprir as contas da empresa.

Entendendo o Índice

O índice de Prazo Médio de Pagamento, também conhecido como PMP, possui uma relação com a forma que a empresa se relaciona com os seus fornecedores.

Bem como, os índices de Prazo Médio de Recebimento e Prazo Médio de Estocagem, que seriam o prazo médio de recebimento do dinheiro e o prazo médio no qual você deverá realizar a reposição do estoque.

Se faz essencial conhecer melhor o funcionamento da estrutura do capital de giro e para ter esse conhecimento é preciso analisar a NCG.

A NCG nada mais é que um índice que determina o valor mínimo que deverá se ter em caixa para garantir o funcionamento da empresa.

Sendo ele positivo, demonstra que há um superávit e o valor em caixa é suficiente para as operações da empresa.

Mas, quando o índice é negativo há um déficit e a empresa precisará procurar caminhos, empréstimos para o seguir o seu funcionamento.

Quanto maior for o índice de NCG, melhor será para a sua empresa, pois, ela poderá investir em outras coisas.

Materiais Gratuitos Soften Sistemas

Como Calcular o Prazo Médio de Recebimento

O prazo médio de recebimento tem finalidade de indicar o tempo que uma empresa leva para receber as suas vendas/prestação de serviços.

Nesse cálculo é preciso levar em conta o risco de vendas e prestação de serviços a prazo. Veja:

Calculando o PMR e o PMF

Para calcular o PMR é preciso ter os seguintes dados:

  • Data de emissão do título;
  • Data de pagamento do título;
  • Total de prazo para pagamento em dias;
  • Valor da nota.

Com esses dados você poderá criar uma tabela, com colunas que representarão os dados acima mencionados.

Logo após, você irá criar mais três colunas: uma com a identificação da nota fiscal ou título, a segunda com o valor ponderado e a última com a média ponderada por determinado tempo.

Os cálculos serão da seguinte forma:

  • Prazo de pagamento = (vencimento) – (emissão);
  • Valor ponderado = (prazo de pagamento) x (valor da nota);
  • Média ponderada dos períodos = (valor ponderado) ÷ (valor da nota).

Após, relacionar todas as notas e seus cálculos, você irá calcular o valor montante, com a seguinte fórmula:

  • PMR = [Soma (prazo de recebimento X valor do título)] [Soma (valores dos títulos)];

Para calcular o prazo médio de faturamento sempre serão utilizadas as mesmas fórmulas, sendo que a única mudança será a troca do prazo de pagamento em PMR pela data de vencimento para PMF.

O cálculo da montante será o mesmo:

  • PMF = [Soma (prazo de faturamento X valor do título)] [Soma (valores dos títulos)].

Interpretando os Dados

Saber sobre o PMR e o PMF possibilita fazer uma comparação entre os dois indicadores, de forma que o risco de crédito e o tempo de retorno financeiro ficam evidentes.

Assim, a empresa poderá elaborar as melhores estratégias de cobrança.

Uma dica valiosa é buscar reduzir ao máximo os valores do prazo médio de recebimento e faturamento.

Você sabe se os seus resultados são satisfatórios?! Após, os cálculos é hora de analisar os resultados através de parâmetros de comparação.

Você pode ainda confrontar os seus resultados com os de outras empresas, através de uma estratégia de benchmarking, o qual é realizado através deste instrumento importante para a gestão empresarial.

O intuito principal é incentivar o crescimento da empresa com seus resultados ao acompanhar a de seus concorrentes, assim, saberá se seus resultados estão bons ou ruins.

O objetivo de calcular o prazo médio de recebimento é auxiliar os gestores para saberem sobre o cenário financeiro.

Através desses dados será possível traçar planos e objetivos mais estratégicos, proporcionando o crescimento da sua empresa.

Tenha um Software para controlar todo a Gestão Financeira de seu Negócio

Para que todas as questões financeiras de seu negócio sejam elaboradas de forma eficaz e organizada, é importante ter uma ferramenta qualificada.

A Soften Sistemas é uma empresa que oferece aos empresários brasileiros gestão fiscal e empresarial eficiente, por meio de aplicativos completos.

Por meio do Soften Siem e GerencieAqui, é possível ter diversas funcionalidades, como, emissão de documentos fiscais, controle de estoque, financeiro e comercial, entre outros.

Além disso, é disponibilizado aos clientes implantação, treinamento e suporte técnico ilimitado.

Para saber ainda mais sobre as vantagens e serviços oferecidos, entre em contato com os atendentes comerciais.

Gostou do artigo? Compartilhe-o com amigos e acompanhe o Blog e as Redes Sociais: FacebookInstagram, TwitterLinkedin e Youtube.

Comente abaixo!

Flávia Scalon
Flávia Scalon

É formada em publicidade e propaganda, pós graduada em gestão de comunicação integrada e uma das principais autoras do blog. Especialista em assuntos fiscais. Nas horas vagas, gosta de ler sobre romance, comédia, drama, entre outros assuntos, também curte vários estilos musicais e aprecia múltiplas culinárias.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sistema de Gestão Empresarial com Emissor NFe

           Experimentar grátis
Receba Grátis Materiais e Ebooks. Saiba como!