Conheça o sistema de gestão mais completo para seu negócio

Aprenda como calcular o Markup através de uma fórmula simples

Diogo Oliveira - 15/08/2018 - 8 Comentário(s)

Saber como calcular o Markup dos seus produtos ou serviços é um excelente caminho para o bom rendimento do negócio.

Isto porque, por meio dele é possível realizar a precificação de forma realista e de uma maneira que permita cobrir todos os custos e despesas.

Além disto, tal índice permite uma melhor projeção de lucros e ganhos a partir da venda de tal produto ou serviço.

Acompanhe este artigo da Soften e aprenda uma fórmula simples de calcular o Markup.

O que é o Markup?

Markup é um termo do mundo econômico que representa um índice utilizado para calcular o preço de venda de um produto ou serviço.

Por meio deste índice é possível chegar a um preço final de venda que seja possível cobrir todas as despesas e custos referentes ao produto ou serviço.

Tal técnica possibilita um cálculo rápido e simplificado do preço de venda, que consiga além de cobrir os custos, gerar o lucro desejado.

O Markup é uma excelente ferramenta de precificação que se baseia nos custos de produção e compra da mercadoria ou do serviço.

Sem contar que oferece praticidade e facilidade para o cálculo, podendo usar até mais que um índice para os cálculos.

Objetivo e benefícios do Markup

O objetivo principal de utilizar o Markup é poder precificar o seu produto e/ou serviço de maneira que sejam sanadas todas as necessidades do negócio.

Ou seja, o preço de venda é definido de maneira que cubra todos os custos e despesas para aquisição ou produção de seu serviço ou produto.

O seu principal benefício está diretamente relacionado ao seu objetivo principal.

Dessa forma o cálculo do Markup possibilita maior segurança sobre a venda, sabendo que o retorno financeiro será positivo para a empresa.

Além de garantir a cobertura de custos e despesas, há a melhor organização de políticas de descontos dentro do negócio.

Isto porque, sabe-se qual a margem de valor que deve ser mantida para sanar as necessidades da empresa.

Desta forma, a equipe comercial tem bem claro em mente até onde pode chegar quando houver a necessidade de descontos para possíveis clientes.

Veja no vídeo abaixo maiores informações sobre como realizar o cálculo do Markup:

Processo de cálculo do Markup

Para realizar o cálculo do índice de Markup a ser aplicado na precificação, é preciso conhecer os seguintes elementos:

  • Despesas Fixas (DF), que não são diretamente ligados ao produto ou serviço, como despesas administrativas, financeiras, e etc.
  • Despesas Variáveis (DV), são aquelas ligadas diretamente ao processo de venda, como Impostos sobre o produto, Comissões, etc
  • Margem de Lucro Presumida (MLP), que é a margem de lucro esperada sobre a venda do produto.

A partir desses três indicadores é calculado o índice markup, que segue a seguinte fórmula de cálculo:

100/[100-(DF+DV+MLP)]

Na seguinte fórmula, 100 representa o percentual do valor unitário do produto a ser aplicado o Markup.

DF, são as despesas fixas, DV, as despesas variáveis e MLP a Margem de Lucro Presumida e todos os dados devem ser apresentados em porcentagem.

Com o cálculo realizado será descoberto o índice do Markup. O valor encontrado deverá ser multiplicado com o valor de custo unitário do produto ou serviço.

Índice Markup x Preço de Custo unitário

Como calcular o Markup2

Exemplo de cálculo de Markup

Para clarificar ainda mais o cálculo e mostrar o quanto é simples, vamos a um exemplo:

Um produto tem o valor de compra de R$ 70,00, uma porcentagem de Despesas Fixas de 15%, de Despesas Variáveis de 10% e Margem de Lucro Presumida de 30%.

Com esses números em mãos é o momento de fazermos a conta do Markup.

Primeiro, para chegar ao índice do Markup, aplicamos a fórmula usando DF, DV e MLP e no final, multiplica-se o valor de preço de custo pelo Markup.

100/[100-(15+10+30)]

100/(100-55)

100/45

Markup = 2,2

Preço de Custo R$ 70,00 x 2,2 Markup = R$ 154,00

Para que o seu produto possa atender a demanda de custos e despesas então ele deverá ser vendido por R$ 154,00.

Margem de Contribuição

Realizou as vendas, pagou todos os custos referentes à produção/aquisição e aos impostos?

Agora é o momento de saber se realmente o preço de venda do seu produto/serviço está sendo capaz de manter a boa saúde financeira do seu negócio.

Para isto aplique o cálculo de Margem de Contribuição sobre o total de vendas da empresa.

Seu diferencial se dá por que é aplicado sobre a quantidade total de vendas e não sobre o valor unitário.

A fórmula de Margem de Contribuição é a seguinte:

MC = Valor de Vendas – (CV + DV)

CV são os custos variáveis referentes à produção aquisição, e DV as despesas variáveis referente a impostos e comissões.

Exemplo:

Para o nosso exemplo, vamos seguir o já mencionado produto acima, vendido a R$ 70,00 e suponhamos que tenha sido vendido umas 300 unidades.

As Despesas Variáveis são 10%, transformando em valor real temos R$ 7,00, e o nosso Custo Variável neste caso é de R$ 30,00, agora vamos aplicar na fórmula.

MC = 70 – (30 + 7)

MC = 70 – 37

MC = R$ 33,00

Suponhamos que haja um total de R$ 7.500,00 de despesas fixas na empresa.

Multiplicando o total vendido: 300 unidades, com a MC: R$ 33,00, teremos um total de  R$ 9.900,00.

Isto demonstra que a empresa está indo bem por que houve um resultado positivo de R$ 2.400,00.

Como calcular o Markup3

Markup X Margem de Contribuição

O Markup e a Margem de Contribuição, à medida que caminham juntos, apresentam objetivos distintos.

O primeiro destina-se ao processo de precificação e gestão comercial da empresa.

Para que as mesmas possam suprir de maneira positiva as necessidades gerenciais do negócio.

o segundo tem melhor aplicação no processo de gestão e análise financeira.

Principalmente para análises de resultados e verificação de resultados das vendas.

Algumas dicas essenciais

É importante que se tenha informações precisas de ambas as despesas: as fixas e variáveis, para que o resultado seja realístico.

Faça todos as cálculos dos custos e despesas para produção e distribuição dos seus produtos ou serviços, pois os mesmos devem entrar na conta.

É importante dizer que a Margem de Lucro Presumida não deve ser maior que 100% para que o preço de venda não seja muito alto.

Mais do que se preocupar em sanar as necessidades é preciso também seguir as tendências e preços de mercado.

E não se esqueça de investir em uma boa gestão financeira para que todas as contas estejam em dia.

E além disto, para que se mantenha o Capital de Giro positivo para a sua empresa.

Controle suas vendas e a saúde financeira de sua empresa

Para que os processos comerciais e o controle financeiro seja bem estruturado e eficiente, invista na automatização dos mesmos.

E para isto, invista em um software de gestão ERP da Soften Sistemas, que trabalha gerindo ambas as áreas empresariais de forma integrada.

Além de possuírem funcionalidades e sistemas eficientes, a Soften conta com um suporte técnico de qualidade para auxílio do cliente.

Conheça Soften Sistemas

Adquira hoje mesmo um sistema da Soften entrando em contato com a empresa.

Gostou deste material? Compartilhe-o com seus amigos e parceiros.

Além disso acompanhe a Soften nas Redes Sociais: FacebookInstagramTwitterLinkedin Youtube, e não perca as atualizações diárias do Blog da Soften.

Tem alguma sugestão ou dúvida? deixe seu comentário abaixo que a Soften lhe responderá.

Diogo Oliveira
Diogo Oliveira

É jornalista e especialista em textos informativos. Atualmente escreve os textos da Soften para a mídia, redige e-books e auxilia no blog. Nas horas vagas, gosta de ouvir música, ler sobre atualidades e política e assistir séries.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

8 Comentário(s)

Sistema de Gestão Empresarial com Emissor NFe

           Experimentar grátis
Receba Grátis Materiais e Ebooks. Saiba como!